O que é uma Incubadora de Empresas?

A diferença entre Carência e Tempo de Contribuição
20 de dezembro de 2018
STF julgará retenção de ISS de prestador de serviço não estabelecido em SP.
21 de dezembro de 2018
Exibir tudo

Como o próprio nome sugere, as incubadoras têm o objetivo de auxiliar e apoiar ideias iniciais com potencial para se tornarem grandes.

 

Facilitam a criação e o desenvolvimento de empresas que tenham como diferencial a realização de atividades voltadas à inovação. Para isso fornecem espaços de trabalho compartilhado com outras empresas, estrutura adequada, suporte técnico, administrativo e jurídico para que os empreendedores estruturem melhor a ideia inicial e possam sobreviver no mercado.

 

Essas sociedades, geralmente, apoiam empresas conforme alguma diretiva governamental ou regional, investem em empresas de determinados seguimentos com o objetivo de fomentar e expandir esse setor. Ou também, devido à proximidade de algum centro de pesquisa.

 

É muito comum que essas sociedades sejam financiadas por universidades, envolvendo verbas públicas, e por esse motivo é exigido das empresas incubadas um plano de negócio formal que demonstre a viabilidade da ideia, pois demanda maior transparência e formalidade.

 

Marina Andrade
Marina Andrade
Graduada em Direito pelo Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina (CESUSC). Cursando Pós-Graduação em Direito Tributário pelo Instituto Brasileiro de Direito Tributário (IBET).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato