Contratos com Aceleradoras.

Viagem internacional com menores.
24 de dezembro de 2018
Negociação – O Método
26 de dezembro de 2018
Exibir tudo

A relação entre uma aceleradora e uma startup não difere dos outros tipos de relação jurídica, pois assim como todas, só existe em detrimento de expectativas, obrigações e contraprestações. Uma parte “dá” alguma coisa (nesse caso, a aceleração e/ou investimento) em troca de uma contraprestação (que na maioria das vezes é participação societária).

E, para garantir a efetividade desse relacionamento e segurança jurídica, é imprescindível a existência de um contrato que mencione qual a contribuição da aceleradora, as condições do processo de aceleração, as perspectivas e etc.

Quer saber mais? Assista o vídeo e fique por dentro do assunto.

Se ficar alguma dúvida entre em contato comigo através do e-mail: marina@gdr.adv.br

Nos acompanhe nas nossas outras redes sociais:

Facebook: https://www.facebook.com/gouveadosreis/

Linkedin: https://www.linkedin.com/in/gouveadosreis/

Instagram: https://www.instagram.com/gouveadosreis/

YouTube: https://www.youtube.com/user/gdreisvideo/featured

Gouvêa dos Reis - Advogados
Gouvêa dos Reis - Advogados
A Rede Gouvêa dos Reis Advogados objetiva proporcionar segurança e soluções a seus clientes, desde 1967.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato