Candidatos reprovados no exame psicológico da PMSC poderão participar das próximas etapas

MICRO E PEQUENAS EMPRESAS QUE TENHAM DÉBITOS TRIBUTÁRIOS PODEM PARTICIPAR DE LICITAÇÕES PÚBLICAS COM CERTIDÃO POSITIVA?
11 de fevereiro de 2020
Quem fica com a guarda do menor em caso de separação?
17 de fevereiro de 2020
Exibir tudo

Decisão proferida recentemente pela Vara de Direito Militar de Florianópolis/SC reconheceu a ilegalidade na etapa de exames psicológicos do Concurso Público nº 42/CGCP/2019, promovido pela Polícia Militar do Estado de Santa Catarina.

Com a decisão, determinou-se que o resultado do exame psicológico que concluiu pela inaptidão de candidato ficasse suspenso até o final do julgamento de mérito do processo. Enquanto isso, foi assegurado ao candidato participe das demais etapas do concurso.

A suspensão é baseada no fato de que o método utilizado pela Banca Examinadora na aplicação e correção do exame psicológico é diferente do procedimento determinado pelo Conselho Federal de Psicologia para processos seletivos e concursos públicos.

Com isso, os candidatos que ingressaram judicialmente para requerer a anulação desta etapa devem aguardar a realização de análise pericial, no próprio processo, que será realizada por psicólogo nomeado judicialmente.

Deste modo, poderá se determinar definitivamente se há validade na etapa de exames psicológicos, da maneira como foi realizada pela Banca Examinadora ou não. Igualmente, a depender do resultado da perícia, poderá ficar reconhecida pela perícia a própria aptidão psicológica do candidato, sem que tenha que se submeter a novo teste.

Pedro Savoldi
Pedro Savoldi
Graduado em Direito pela UNIVALI - Universidade do Vale do Itajaí. Pós graduando em Direito Público pelo Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina – CESUSC. Membro da Comissão Estadual de Direito do Servidor Público da OAB/SC.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato