Nesta quarta-feira, 7 de agosto, a Lei Maria da Penha completa 13 anos.

Saiba ver se tem direito à revisão do artigo 29
2 de agosto de 2019
Adotante poderá receber salário-maternidade direto do empregador, aprova CAS
9 de agosto de 2019
Exibir tudo

A Lei Maria da Penha, já foi considerada uma das três legislações mais importantes do mundo na defesa da vida e dos direitos das mulheres.

 

Acesse o site http://www.institutomariadapenha.org.br/ e entenda como enfrentar, por meio de mecanismos de CONSCIENTIZAÇÃO E EMPODERAMENTO, a violência doméstica e familiar contra a mulher.


Você sabia que existem 05 formas de violência doméstica? Acesse e saiba quais são e como identificar: http://www.institutomariadapenha.org.br/lei-11340/tipos-de-violencia.html

 

As mulheres devem procurar, em primeiro lugar, um Centro de Referência de Atendimento à Mulher (CRM) em sua cidade. Lá elas podem buscar orientações para entender melhor a situação pela qual estão passando, obter informações sobre a Lei Maria da Penha e de como romper o ciclo da violência. Dessa forma, as mulheres vão se empoderar e decidir o melhor momento de fazer a denúncia.

 

Nos locais em que não existe esse equipamento, é possível acionar o Ligue 180, um serviço disponibilizado pelo Governo Federal, que funciona 24 horas por dia durante todos os dias da semana. Por meio desse canal, a mulher pode saber onde existe um Centro de Referência de Atendimento à Mulher ou uma Delegacia Especializada no Atendimento à Mulher (DEAM), bem como conseguir outras informações que precisar. É possível também dirigir-se diretamente a uma DEAM, sobretudo se a mulher estiver sob ameaça ou sofrendo violência física.


Se você acha que está sofrendo algum tipo de violência, procure sempre a ajuda de um profissional e não tenha vergonha: DENUNCIE.

 

Para mais informações, entre em contato com a Central de Atendimento à Mulher. Ligue 180

 

Luessa de Simas Santos
Luessa de Simas Santos
Pós-graduada em Direito Processual Civil, com ênfase no novo projeto do Código de Processo Civil (CPC), pelo Complexo de Ensino Superior de Santa Catarina (CESUSC).

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Contato